quarta-feira, 19 de novembro de 2008

INFINITO


BRINCO INFINITO - PRATA 950

"Que bom é ser qualquer coisa, assim ao léu, uma pluma, um pensamento, um chapéu
enfim ser, tão-somente isto, ser apenas pelo meio, sem um nome, sem um misto de ancoragem, ou de enleio, ser nada (não é possível), ser tudo (mas é demais), ser então o indefinível, nem tão pouco, nem demais"

"O Viajante", Armindo Trevisan

SER INFINITO!
Por Ucha Valverde

Um comentário:

caroline_palazzo disse...

Uchinhaaaaaaa

Esse brinco é tuuudo!!!!!!

beijosss
Carol Palazzo